Agente 86

Assista a íntegra do episódio “Mão de Ferro” de Agente 86, com a dublagem original da Cine Castro.

Criada pelos gênios da comédia Buck Henry e Mel Brooks, esta perspicaz paródia aos filmes e séries de espionagem de tempos da Guerra Fria transformou-se em uma das séries de maior sucesso da história da televisão. Agente 86 foi ao ar nos EUA originalmente entre 1965/70.

O lendário Don Adams interpreta Maxwell Smart, o atrapalhado, mas competente, Agente 86. Seu chefe é vivido por Edward Platt e Barbara Feldon encarna a agente “99”, sensual companheira de trabalho de Maxwell que, mais tarde, torna-se sua esposa. Junto a outros agentes da organização secreta CONTROLE, o trio luta contra os malvados espiões da organização KAOS. Um dos elementos mais destacados da série é a coleção de equipamentos criada para ajudar 86 em sua luta pela liberdade do mundo. A série foi vencedora do Emmy nas categorias de melhor série de comédia e ator (Don Adams) por dois anos seguidos – 1968 e 1969.

videos-agente86Assim é uma das melhores comédias da tevê. Do ingresso na cabine telefônica que conduz ao quartel geral da CONTROLE até o último episódio em que o hipnotizam com um estranho gongue. Do sapato-fone ao cone do silêncio, passando pela tia de Acapulco e os esconderijos do agente 13. Agente 86, o anti-James Bond mais hilariante, conquistou o público mundial ao longo de quase 50 anos de exibição praticamente ininterrupta no ar e pela TV paga.

Para a geração que o acompanha desde que começou a exibir-se a série, lembrar as gags e expressões do programa é quase um esporte. “Você acreditaria…?” . A frase favorita de Maxwell, virou tique.  Existem episódios gravados a fogo na memória do telespectador:

Lembra-se quando Max e 99 se infiltraram numa loja e declararam uma batalha campal na loja de brinquedos? E quando entraram na escola de espiões de CONTROLE para descobrir uma infiltração de KAOS? Ou aquela vez que apareceram impostores de todos os agentes? E quando devem impedir que os índios disparem um míssil com forma de flecha, como protesto por suas terras perdidas? A lista é infindável, e cada um tem sua galeria pessoal de episódios preferidos.

Don Adams foi o ator sem o qual Max não teria sido Max. Essa mistura de inaptidão e confusão disfarçada de astúcia dedutiva conferiram ao personagem um estilo único e encantador. Atrás das câmeras brilhava o talento de Mel Brooks e Buck Henry, que desenharam os personagens e as premissas básicas do programa. Com Don Adams, Barbara Feldon e Edward Platt.

Share

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *