DVD: Robô Gigante e Laredo chegam ao mercado brasileiro

O selo independente Cult Classic está preparando o lançamento em DVD de duas raras e importantes séries de tevê, exibidas no Brasil até os anos 1980: Robô Gigante e Laredo.

Robô Gigante, chamada nos EUA de Johnny Sokko and his Flying Robot, foi produzida pela Toei Company do Japão em 1967, somando 26 episódios. A série, cujo gênero é conhecido por tokusatsu, é baseada no mangá criado por Mitsuteru Yokoyama. Foi exibida no Brasil no começo dos anos 1970 pela TV Tupi e, devido ao sucesso, voltou à tevê nos anos 1980 pela TV Bandeirantes e TV Record, até sumir de vez aqui no Brasil.

Apesar da grata surpresa do lançamento, infelizmente o Cult Classic disponibilizará apenas o áudio em inglês e legendas em português dos episódios. Alguns fãs sentirão falta da dublagem brasileira e a nova geração de fãs dos tokusatsus reclamarão da falta do áudio original japonês.

O lançamento está previsto para o dia 05 de dezembro de 2012, em três discos, embalagem Digipack, com os 26 episódios coloridos ao preço médio de R$ 79,90.

Johnny Sokko é um jovem que acidentalmente fica responsável pelo comando do Robô Gigante, que fora construído para o malvado Imperador Guilhotina, a fim de servir como ferramenta para a conquista da Terra. Durante a série, Guilhotina tenta da mesma forma conquistar o planeta e recuperar o Robô Gigante, que é movido a propulsão de jatos, possui a cabeça de um faraó e é controlado por Johnny através de um comunicador miniaturizado, em forma de relógio. O robô pode lançar mísseis dos dedos, canhões de laser dos olhos, chamas da boca e dar o soco de 1 megaton.

Laredo – 1ª Temporada – Volume 1 chega também em 5 de dezembro, revivendo a mistura de ação-cômica e drama, deste que foi um dos melhores westerns feitos para a  televisão. A série foi produzida pela Universal Studios entre 1965/67 e surgiu a partir do episódio “We’ve Lost a Train”, da série O Homem de Virgínia.

O lançamento traz três discos em embalagem digipack, 15 episódios coloridos (em widescreen – 16:9), áudio original em inglês e legendas em português. Preço médio de R$ 79,90.

Ao contrário de outros faroestes exibido na tevê dos anos 1960, Laredo teve uma abordagem mais cômica, mostrando a rotina de três patrulheiros do oeste que trabalham na Company B Texas Rangers, da cidade de Laredo, no Texas, e que seguem as ordens do duro e disciplinado Capitão Parmalee (Phillip Carey).

O grupo, que não originalmente é formado apenas por homens-da-lei, é formado por Chad Cooper (Peter Brown), Reese Bennet (Neville Brand) e Joe Riley (William Smith). Mas, ao invés de correr atrás de bandidos, eles arrumam muitas encrencas disputando mulheres, bebendo, jogando e provocando brigas. Tudo isso, muitas vezes, provoca grandes repreensões do Capitão.

Apesar do sucesso, Laredo teve apenas duas temporadas, com um total de 56 episódios. No Brasil, estreou pela TV Record em março de 1966. Durante os anos 1970 e 80, a emissora promoveu diversas reprises.

Ambos lançamentos já estão em pré-venda nas lojas 2001 Vídeo, Livraria Cultura, Videolar, Saraiva Digital, Livrarias Curitiba, DVD World e Livraria da Travessa.

Share

Compartilhe

13 thoughts on “DVD: Robô Gigante e Laredo chegam ao mercado brasileiro

  1. João Bruno de Souza

    Lamentavelmente, penço que estes dois lançamentos não irão vender por um único motivo, ou seja, não estão DUBLADOS EM PORTUGUÊS DA ÉPOCA EM QUE FORAM EXIBIDOS NA TV AQUI NO BRAISL. Estas empresas são boas, mas elas têm que apreender que, a dublagem em português, além de necessária para a época, é e foi uma segunda ARTE feita para estas obras. Estas série somente fizeram sucesso no Brasil, porque foram dubladas. Quem irá comprar estas obras agora são os saudosintas que não são poucos e que hoje estão na faixa dos 30, 40 ou mais anos de idade e que agora têm dinheiro para gastar e tempo para rever estas maravilhas recordando a infância, a adolecência, a criação dos filhos. Eu assisti estas duas séries quando criança e os meus pais assistiram quando jovens. Os meus pais, nunca falaram e nem nunca falarão INGLÊS; como então recordar? Para que então comprar estes DVDs? O negócio é, IMAGEM E SOM; som, da lingua, da palavra falada na nossa lingua, o português. O inglês original tá lá, ótimo, é da obra original, mas tem que haver a dublagem, pois ela foi feita. Versão Brasileira… (isso é sensacional). Eu vi e ouvi, quero recordar da forma em vi e ouvi pela primeira vez. Eu não vou comprar AGORA estes DVDs, irei aguardar uma outra empresa lançá-los com a dublagem em português, pois foi assim que me apoixoneir por elas. É uma pena, mas tenho tempo. E, não querendo ser de forma nenhuma arrogante, também tenho dinheiro, se estivessem dublados, valeria a pena até pagar mais caro.

    João Bruno

    Reply
  2. João Bruno de Souza

    Concordo com a opinião de que é melhor lançar Laredo com legendas do que não lançar nada. Mas, penso, e desta vez penso com S e não Ç (descupem-me pelos erros anteriores do português), de que seria melhor já fazer a coisa como deve ser feita, (corrigir erro também ja parte da jogada). Contudo, entendo, das dificuldades técnicas de se achar a dublagem original, mas então porque não fazer um bom investimento e fazer uma nova dublagem de qualidade.

    João Bruno

    Reply
    • Ricardo

      Sim mas algumas séries existe a dublagem antiga e estão com colecionadores que gravaram da TV,é só a Cult Classics e world classics terem um pouco de boa vontade e procurar os colecionadores que existe a dublagem antiga

      Reply
  3. Hermínio Batista Gonçalves

    Olá!
    Vendo a matéria acima,posso dizer que embora a dublagem brasileira não esteja presente nestes dois seriados ora mencionados, mesmo assim eu tenho a intenção de comprá-los. Haja vista que concordo, que é melhor lançar Laredo ou qualquer outro seriado com legenda em português, do que nada. Sou fã de filmes e seriados antigos e recentemente eu adquiri o seriado Cimarron City,The Tall man e The Deputy,dos quais todos estes são preto e branco com legendas em português e estou adorando. Pois sei que se não for assim, jamais irei conseguir assistí-los com a dublagem brasileira. Todavia estou torcendo para o lançamento do DVD no Brasil de(THE TEXAN) ou “O Texano” estrelado por Rory Calhoun, e que parece que este fora lançado recentemente em DVD nos EUA.

    Hermínio

    Reply
  4. joaquim francisco

    concordo com quem falou que é melhor lançar em dvd do que nada, o pessoal esquece que estas series foram dubladas na maioria pela tv cine e som rio de janeiro ou dubla som guanabara nos anos 60, eram pessimas o som e não devem ter mais o audio da dublagem é por isto vou lançar legendados, acho bom mesmo que lancem pois tem colecionadores grandes no brasil que todo mundo sabe quem é que tem coragem de cobrar mais de 200,00 de um dvd destes e vendem so 01 dvd com 02 epsodios e ficam ai fazendo graça com imagens telecinadas nem de tv é a gravação, portanto acho muito bom eles lançarem mesmo vou comprar ods dvds

    Reply
  5. Geyson

    Eu já comprei ambas as séries, antes mesmo de ver se viriam dublados ou não, pois adoro as duas séries e mesmo sendo legendadas, vai ser muito bom poder ter e rever Laredo e Robô Gigante. Que venham outras séries antigas.

    Reply
  6. Silvestre Pedro

    Dubladas ou não, vou comprá-las. O importante é que elas fo-
    ram disponibilizadas em DVD. Tomará que a Cult Classic dispo-
    nibilize em DVD muitas outras séries clássicas, como por
    exemplo: Bonanza, Zorro, Jim das Selvas, Laramie, James West,
    Chaparral, O Príncipe e o Dinossauro, Os Vingadores do Espa-
    ço, etc.

    Reply
  7. luiz antonio

    Laredo era muito bom,’pena” não ter a dublagem.Lembro que em alguns episódios,tinha a participação de Robert Wolders(ex-marido de Audrey Hepburn),que era o “pegador’ da turma,além de ser bem divertido.Mas,mesmo sem a dublagem que seja bem vindo.

    Reply
  8. ALTAIR

    adorei, O LANÇAMENTO DO ROBO GIGANTE! COMPREI E RECOMENDO! TÁ DEMAISSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS! EU QUERIA Q ELES LANÇASSEM OS VINGADORES DO ESPAÇO(MAGMA TAISHI)GOLDAR! TEM 52 EPIS E É DIFICIL DE ACHAR LEG! PARABENS PELO LANÇAMENTO!

    Reply
  9. Jair canhoni

    VOÇÊ FICA ESPERANDO QUASE 20 OU 30 ANOS PELO LANÇAMENTO DESSES SERIADOS E QUANDO SAI NO MERCADO BRASILEIRO , É LEGENDADO !!! É MUITO MAIS FÁCIL ASSISTIR FILMES PORNÔ COM LEGENDA .TEM QUE ENTRAR NA CABEÇA DESSES BABACAS , QUE TEMOS O DIREITO DE TER AS OPÇÕES PARA O ÁUDIO : ÁUDIO ORIGINAL , DUBLADO OU LEGENDADO . SOMENTE LEGENDADO É UMA FALTA DE RESPEITO , PARA OS FÃS E COLECIONADORES .

    Reply
  10. Rogerio

    Se o box não vem com a dublagem original é porque pode estar definitivamente perdida ou inaudível. Robô Gigante teve a dublagem original produzida no final dos anos 60/início dos 70. Pode ter sido uma das trilhas de áudio perdidas no incêndio da TV Tupi no final dos anos 70. Esse é um dos motivos por que muitas dublagens não aparecem mais nos lançamentos. Foram perdidas no incêndio. A Tupi estava com a programação quase só de séries, naquela época. Muita coisa se perdeu. Outro motivo é o mau estado da gravação original. Muita coisa foi mal preservada. Não havia, nos anos 70, um sistema seguro para armazenamento das trilhas no Brasil. Deveriam estar guardadas em ambiente climatizado e seco. Isso era impensável no Rio de Janeiro da época. Era motivo de gozação você chegar com essa ideia. “Isso é coisa de Primeiro Mundo”, “Aqui nos fazemos à maneira carioca!”. Sem ofensas. Se alguém sugerisse o sistema correto, virava motivo de chacota. Era caro para manter. Não havia muitas cópias dos episódios circulando. Quando uma rede adquiria os direitos de exibição, acabava recebendo, quase sempre, as mesmas cópias que foram exibida em outra rede. As cópias dos episódios tinham de ser devolvidas ao final do contrato. A rede não ficava com elas. Os colecionadores gostam de lembrar dos mesmos defeitos que apareciam em episódios exibidos em canais diferentes. Eram as mesmas cópias. E os episódios eram exibidos à exaustão. Não havia preocupação com a preservação de um patrimônio cultural e artístico, como há hoje, no Brasil. Nas reprises, as grandes redes de TV só exibiam os episódios de maior audiência. Como disse um blogger: “o negócio era dimdim e ****-se o resto”. Mais ou menos isso.

    Reply
  11. Ricardo

    Bastante episódios existe a dublagem sim!Estas dublagens estão com colecionadores que gravaram da TV!gente de outros estados do Brasil!

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *